sábado, maio 08, 2010

Então e as escutas pá?

Porque há coisas que nunca vamos deixar cair no esquecimento vamos lembrar aqui as famosas escutas que os terroristas do fcp não querem ouvir.
Choque, consternação, horror, azia com tendência a evoluir para dor de estômago e, possivelmente, finalizando em diarreia. Tudo isto foi sentido pelos portugueses quando ouviram no YouTube excertos de escutas telefónicas feitas a personalidades influentes do futebol nacional e que provam, de forma mais ou menos segura (afinal, o facto de alguém ser filmado ou gravado a admitir a prática de crimes não significa que é culpado; pode significar apenas que é uma pessoa muito confusa ou um actor a ensaiar um papel) que existe corrupção no desporto rei luso. Mais consternação, mais horror. Será mesmo verdade? E cai-nos isto em cima assim de repente, sem ninguém estar à espera. Esta sensação de que o mundo deixou de fazer sentido só é comparável à que sentiu a comunidade científica quando comprovou que o ornitorrinco é um mamífero, apesar de pôr ovos e ter bico de pato. Mas as gravações divulgadas no YouTube são apenas a ponta de um icebergue de esferovite a flutuar por um esgoto a céu aberto.
A dignidade do clube regional assumidamente corrupto é uma placa de betão abaixo da qual foi sepultado em segredo o orgulho do desporto nacional, protegendo-o para as gerações futuras.
No topo desta página está uma ligação para os famosos diálogos de pinto da costa e companhia, qual circo montado à muitos anos, e que convém sempre relembrar aos mais esquecidos ou que só se lembram do que mais lhes convém...
Nunca esqueceremos!!!

13 comentários:

aj disse...

aqui vai a 1ª

batoteiros das antas

24/1/2004
Jogo: FC Porto - Estrela da Amadora, 2-0

19.ª jornada



22 dias antes do jogo, o Presidente do Conselho de Arbitragem, Pinto de Sousa (PS), combina com Pinto da Costa (PC) a nomeação do árbitro jacinto Paixão para o jogo da Taça de Portugal, FC Porto- Felgueiras. PC concorda. No dia 24/1/2004 Jacinto Paixão é nomeado também para apitar o FCP-Estrela Amadora. O empresário de jogadores, António Araújo, oferece ao árbitro Paulo Silva os seus serviços.



Conversa entre PC e PS:



PC: Estou?
PS: Estou, Jorge

PC: Estou Zé
PS: Então Jorge, tás bom?



PC: Já rectificaste a nota do homem?

PS: Eh eh eh eh! É pá ouve lá, vê lá se deixas o rapazinho em paz! Coitadito, pá



PC: Ãh?!

PS: 8... 8,4



PC: É uma boa nota

PS: É uma boa nota



PC: Pois foi o observador tem que... tem que...

PS: Já li... Já li os jornais todos hoje



PC: Tem de ser reclassificado

PS: Olha, estou-te a telefonar pelo seguinte, pá, estou a pensar nomear o Jacinto Paixão para o Porto-Felgueiras. Não há inconveniente nenhum, pois não?



PC: âh?

PS: Jacinto Paicão... Porto Felgueiras! Não é nada de especial.



PC: Se entretanto ele não... se entretanto ele não...

PS: Nomeado para qualquer outro jogo.



PC: Noemado para a Casa Pia. Ahahahahahahahah

PC: Mas não é... não é de muito longe?



PS: âh?

PC: Não é de muito longe?



PS: Não, coitado, não... É que ele tem que fazer... Tem que fazer outro joguito

PC: Tá Bem



PS: Como ainda fez poucos, pá...

PC: Ah, por mim pode



PS: âh? E não... não me convinha pôr nos jogos mais importantes.

PC: Não, está bem, podes pôr



PS: Está? Sim, está

PC: E o outro? Já estiveste com ele? Veio passar o ano ao Porto, não



PS: Não, pá. Eu 'tou em Seia

PC: Ai estás em Seia...Ok, Zé, podes pôr.



PS: Está?

PC: Está, um abraço



PS: Um abraço

aj disse...

mais esta porcaria dos suinos ..


Conversa entre PC e PS



2/1/2004



PC: Estou

PS: Estou, Jorge



PC: Então?

PS: Olha, afinal, o Jacinto Paixão vai fazer agora o Estoril no próximo dia 4 de janeiro, eu não tinha reparado



PC Estoril quê?

PS: Estoril qualquer coisa pá... Não é Estoril nada! Felgueiras! Vai fazer o Felgueiras pá



PS: Enganei-me! Estoril-Felgueiras ou assim uma coisa. Pronto, portanto não pode ser de maneira que... olha, como o jogo também não é importante, ía o Paulo Pereira de Viana do Castelo... Que já fez o Porto-Nacional este ano.

PC: É fraquinho



PS: Mas também o jogo...também não... tem interesse nenhum, não é?

PC: Porque não pões um gajo do Porto?



PS: Porque o Jorge Sousa...Vai fazer o Estoril-Setubal... o Paulo...

PC: Esse gajo é bom...esse gajo é bom árbitro



PS: É! E vai fazer o Estoril-Setúbal, pronto! Para dar uma volta! O Paulo Costa e o Paulo paraty não os nomeei porque já fizeram um jogo a semana passada... O Martins dos Santos, pá... pronto! Primeiro não se justificava para esse jogo...

PC: Pois não!



PS: E em segundo lugar vai fazer um jogo... faz o jogo mais importante

PC: Qual é o jogo?



PS: Talvez o Nacional com o leiria... por aí

PC: É esse...Tens de por um gajo bom!



PS: É assim, como não... não... A seguir o jogo mais improtante é o Marco-Naval, também vou pôr o Pedro proença... Marco-Naval... assim nesse género!

PC: Então o Pedro Proença é sócio do Benfica?



PS: É?

PC: É



PS: Ahhh, pois é, não sabias??

PC: Não



PS: Ah... já há muito tempo! Mas não tem... não é nada de mal! ahahahaha

PC: ahahaaha estás-te a rir porquê?



PS: Porque já sabia que era



PS: Dizem que o Duarte Gomes é do Sporting e o Proença era do benfica e quando me perguntava quem era o árbitro do Benfica-Sporting, eu assim: "Olhe, é um dos dois, pá. Ou o Duarte Gomes ou o Pedro Proença". Mas muito antes de...da... de coisa... e...e... e aconteceu! Foi do benfica!

PC: Ah ... tá bem! Para isso é que o outro lá está.



PS: ehehehehhe

PC: é mas o... mas o... acho que está bem, oPaulo pereiro, pá



PS: É!

PC: É! Sabes porquê? porque senão também vir um gajo muito longe... "lá está outra vez a mandar um gajo de longe"



PS: É de longe... não interessa muito.

PC: Entre dois gajos daqui, pronto! Esse aí... esse aí é pertíssimo!



PS: É... Viana do Castelo

PC: É mas o Martins, para lá para baixo é bom, que assim põe tudo aquilo em sentido!



PS: Só que esse vai para Leiria

PC: É... Tá bem



PS: O Martins é para Leiria



PS: Tá um abraço! Até Logo

PC: Zé um abraço! Está

aj disse...

mais um nojo de gente..
a mesma seita de batoteiros ..

Conversa entre Paulo Silva e António Araújo



7/2/2004



AA: Você estava... Foi jantar naquele dia não foi?

PS: Fui, fui



AA: Pois, sabem quem é que...estava lá o Jacinto, não estava?

PS: O... apareceu depois, sim senhor, com o Reinaldo e o Pinto da Costa



AA: Pronto. Eles... eu, está a perceber? fale ao Jacinto de mim

PS: Falo ao Jacinto, não! Já falámos eu e o Jacinto de si



AA: Já?

PS: Já



AA: eheheheheh

PS: ehehehehehe. No hotel, no hotel, na manhã seguinte a... a termos jantado com o, com o Reianldo Teles, o senhor Pinto da Costa e o Garrido e a esposa.



PS: Já falámos os dois sobre si

AA: E ele, e ele o que é que disse, hã? hi, hi, hi...



PS: Disse que você é um espectáculo

AA: Então mas... ó meu velho...



PS: Gosta muito de si. Estou-lhe a dizer o que ele me disse, não é?

AA: Pois claro



PS: Mas não é por causa de ele me dizer, por causa de ele dizer que gosta de si, que eu gosto de si! Não tem nada a ver uma coisa com a outra

AA: mas você quando precisar de alguma coisa, você vê, fale... vou-lhe dizer. Se você necessitar de alguma situação, se você vir que algumas coisas não correm bem, se você quer ir para algum sítio diga-me.



PS: Tá bem

AA: Tá a perceber? Se quer vir ao norte... diga-me isso, que é para eu poder arrumar as coisas...



PS: Oiça, oiça o que eu estou a dizer-lhe. Eu quero apitar sempre no norte, caralho! Eu quero apitar sempre no norte! Porque a essência do futebol está no norte. Isto aqui não presta para nada! Isto aqui anda tudo a 10 à hora, carago!

AA: Eu vou estar com, eu vou estar agora com o Francisco, você está ali e está a falar para mim e eu... sabe onde é que eu estou?



PS: Não

AA: Estou no Brasil



PS: Hei, caralho

AA: Estou no Brasil, amigo. Eu estou no Brasil, estou, estou aqui, no (Maceó???) mas eu estou aqui a falar numa boa contigo. Ainda ontem estive... estive, estive três quartos de hora a falar com o meu amigo Chiquinho... está a ouvir ou não?



PS: Com quem? Com o senhor Francisco?

AA: Exacto... Três quartos de hora a falar com ele! Diz ele, e... diz ele: "Espere aí que eu estou numa zona má e eu ligo para si". E ele ligou para mim, esteve praí três quartos de hora. A minah bateria apitou e tudo! Portanto, já estava eu, estava eu no quarto do hotel.



PS: A mim, disseram-me... que o senhor Francisco Costa comentou em algures, em algures. Que para o ano se tudo correr bem se o Paulo estiver bem, pode ser o ano do Paulo Silva. Ou melhor, o ano dos Silvas! Paulo Silva, Rui Silva...

AA: Rui Silva... excelente árbitro! Eu ando a fazer, eu ando a fazer a imagem desse caralho, pá! Eu ando a fazer a imagem desse caralho, porque eu... eu vou-lhe dizer uma coisa: É que esse gajo, esse Silva...



PS: Eu falo com ele todas as semanas

AA: Então fica hoje a saber. Ele nunca falou comigo, mas eu vi-o a apitar dois jogos. Ele nem sonha a imagem que eu faço dele

e assim q estes javardos das antas ganharam muitos titulos ...

continua a porcaria ...

aj disse...

o GPS DO PORCO DE CEDOFEITA

16/04/2004

Antevéspera do jogo Beira-Mar - FC Porto, 0-0 (31.ª jornada)

Dois dias antes do jogo, o empresário de jogadores, António Araújo conduz até casa o árbitro da partida, Augusto Duarte. O presidente do FC Porto dá a rota certa até sua casa, na Madalena, em Vila Nova de Gaia.

Conversa entre António Araújo e Pinto da Costa:

Pinto da Costa (PC): Estou

António Aráujo (AA): Estou Presidente?

PC: Como está?

AA: Eu virei aqui, eu virei aqui, portanto, para a, para a zona da Madalena, não é?

PC: Sim

AA:E agora, eu viro para depois aonde? Que eu vim só no dia do seu aniversário...

PC: O senhor virou onde diz Madalena, não é? E agora vem frente e... sobe um bocadinho não é?

AA: Sim...

PC: Sobe um bocadinho e o senhor vira à esquerda.

AA: Certo...

PC: Tá a virar?

AA: Sim sim

PC: E depois vira à direita.

AA: Certo.

PC: E agora vem sempre por aí abaixo...

AA: Hum... espere aí então, espera aí. Tem alguma, alguma tabuleta em especial, não?

PC: Não, vem sempre por... em frente por aí abaixo

AA: Pela nossa direita não é?

PC: Sim, o senhor vire pela direita, portanto, tem uma tabuleta que diz Porto, não sei quê para a esquerda... e o senhor vira à direita, vem à ... continua em frente pela direita sempre a descer. Pronto... Agora vai descendo

AA: Espere aí. É que eu tive que... já tinha caminhado um bocado...pronto, eu estou aqui, cheguei nesta rotunda.

PC: Qual rotunda?

AA: Eu...tem a... que diz assim: Porto.

PC: Pronto, o senhor aí vem para baixo. Em vez de ir para o Porto, vem para baixo.

AA: Pronto, venho para baixo. Tem... e depois não tem uma rotunda, que até tem umas flores no meio?

PC: E o senhor vem sempre em frente para baixo... dá meia volta à rotunda e vem aí abaixo.

AA: Certo. Pronto, já lá estou. Assim já vou melhor. Depois tem as escolas do lado direito...

PC: Tem uma escola do lado direito. Vem sempre em frente.

AA: Certo

PC: Tá a passar por uns correios, não?

AA: Depois, agora, agora tem aqui uma tabuleta que diz: Coimbrões, Rego d'Água.

PC: Não, não. Sempre em frente.

AA: Sempre em frente. Ok. Ora aqui vou eu. Já estive aqui carago.

PC: E está a passar por onde?

AA: Ora bem, agora tem... agora tem aqui uma tabuleta que diz: Avim??

PC: Não não. Isso não sei o que é.

AA: Ai não?

PC: Isso não sei onde é que o senhor anda.

AA: Ó diabo! Então tenho aqui uma tabuleta que diz: à esquerda Avim. Continuo sempre para baixo?

PC: Vá. Continue sempre para baixo.

AA: Pronto, eu continuo sempre para baixo. E vou passar...

PC: Está a passar o que?

AA: Depois tem aqui...Apeadeiro à direita

PC: Não. Sempre para baixo.

AA: E à frente tem uma pontezeca...

PC: Exacto. Sempre para baixo.

AA: Exatamente. Eu se vir aí alguma coisa que...

PC: E depois, à direita vai ver uma casa grande, que é...

AA: Exatamente. Um casa já antiga

PC: Assim muito grande...

AA: Certo

PC: Sempre em frente

AA: Sempre em frente...eheheh. E agora aqui em baixo tem costa, estaleiro de Madalena, Orfeão...

PC: Sempre em frente

AA: Sempre em frente...Farmácia...

PC: Sempre em frente

AA: Junta de freguesia da Madalena

aj disse...

CONTINUA a vergonha da marcação de uma reunião com UM ARBITRO em casa do presidente doS FCPORKOS ...


PC: Junta...isso eu não estou a ver onde é...

AA: Depois tem clínica dentária...

PC: Sempre em frente...

AA: Agora direita ou esquerda?

PC: Sempre em frente...

AA: Agora... à direita ou à esquerda?

PC: Sempre em frente...

AA: Ah, mas aqui tem uma, tem a funerária e depois tem a orbitur..

PC: O senhor na funerária, vira a esquerda

AA: À esquerda, Orbitur...

PC: Sempre em frente, para a esquerda. Passa à frente da funerária

AA: Exatamente, elá vou eu

PC: ...E vem, e vem sempre em frente

AA: E lá vou eu... sempre por aqui abaixo...agora tenhou outra, outra..., mais um jardinzeco à minha esquerda. É aqui?

PC: Jardinzeco à sua esquerda?

AA: Sim, tipo um triângulo.

PC: Não, o senhor vem sempre em frente.

AA: Sempre em frente, aqui vou eu. Agora temos aqui... Para a igreja ou para a praia?

PC: Hum... ora, deixe-me ver onde é que está?

AA: Campismo, farmácia...

PC: O senhor passou, passou...

AA: Ou viro para o , para o ideal clube da Madalena...

PC: Vira para aí, que é para a esquerda, não é?

AA: Exatamente

PC: E vai passar nuns columbófilos...

AA: Ora aqui vou... agora a estrada estreita aqui um pouquinho...

PC: Exacto, e vai passar na sociedade columbófila e no clube da Madalena não sei qué...

AA: Pronto, tem aqui um cruzeiro...

PC: Exatamente, sempre em frente é estreitinho aí...

AA: Exatamente

PC: Pronto, e o senhor depois...

AA: Sociedade Columbófila da Madalena, Já estou a passar...

PC: Passa por ela e depois no fundo vira à direita, que tem aí o clube da Madalena

AA: Exatamente, à minha esquerda é o clube da Madalena.

PC: E o senhor vem aí e vai chegar à frente

AA: É sentido proíbido, tenho que virar à direita

PC: À direita, é uma rua larga, estão aí muitos gajos aí parados e encostados...

AA: É, parece que é "Para a viola"...

PC: É É..."Para a viola" e o senhor vem em frente.

AA: Exatamente

PC: E nessa rua larga vira à esquerda.

AA: Aqui já estou eu

PC: Vire à esquerda

AA: Já estou eu na, na esquerda

PC: E no fundo, vira à esquerda.

AA: Outra vez à esquerda

PC: Outra vez à esquerda e depois vai em frente.

AA: Já vou

PC: E no fundo dessa rua tem uma seta que diz praia...

AA: Exatamente

PC: ... e o senhor vira à esquerda

AA: Viro à esquerda. Aqui vou eu

PC: E 100 metros à frente o senhor vira à direita e é nessa rua, na casa que está iluminada

AA: Ok, isso já, já estou! Já estou a ver


vergonhoso desporto que tais gentes tem no seu meio ....

aj disse...

isto e um nojo ! N O J O ...

16/4/2004



Antevéspera do jogo Beira-Mar-FC Porto, 0-0 (31.ª jornada)



Dois dias antes do jogo, o empresário de jogadores, António Araújo, combina com Augusto Duarte, árbitro da partida, encontro em casa de Pinto da Costa. António Araújo acerta com o presidente do FC Porto a hora do encontro.



Conversa entre António Araújo e Augusto Duarte



16/4/2004



AA: Olhe, logo à... precisava logo à noite de jantarmos, queria que o amigo jantasse aqui por estas zonas, porque eu tinha aqui, tinha aqui uma obra para ser vista...E eu precisava, porque... vem o...



AD: O engenheiro para ver isso?



AA: Exactamente, não é?



AD: Pois, mas é que eu logo à noite eu tenho curso de árbitros meu querido



AA: Logo????



AD: Logo, exactamente. Não tenho hipótese nenhuma...



AA: E amanhã?



AD: Amanhã joga o meu braguinha em casa com o Benfica... tem que se levar a mulher ao futebol, senão ela despede-me!



AA: E então, mas é que o senhor engenheiro máximo... Faz questão de coisa...porque não sei quê, porque...e...



AD: Como é que vamos fazer isso?



AA: Não tem nada a ver, não tem nada a ver com... com o dois. É o número um, não é?



AD: Pois, exactamente.



AA: Que é o... que é o gerente da caixa, não é?



AD: O gerente da caixa exactamente. Não sei como é que nós vamos fazer isso então, meu querido... É que eu logo não tenho hipótese nenhuma, porque tenho o curso de árbitros e agora estamos quase na fase de exames, de hoje a oito, não é??



AA: Exacto...



AD: Portanto não posso, não posso de maneira alguma... estar. Amanhã prometi à mulher que a levava à bola, portanto... como é que, estamos a ficar apertados...!



AA: E o almoço?



AD: O almoço é capaz de dar, mas o almoço não, não é assim muito para o clarão?



AA: Não porque depois nós vamos ver uma casa



AD: Ahh está bem! Está bem. Podemos então combinar isso... para o almoço?



AA. Vamos ver a casa, vamos ver a casa, a ver se...



AD: Ai vamos, aproveitamos e vemos a... também é mais de dia, consegue-se ver melhor



AA: Pois exactamente, vamos lá ver a casa...



AD: Tá bem. Podemos combinar isso para o almoço...



AA: E eu agora, agora eu, eu não posso almoçar com um amigo?!



AD: Ah então, pode e deve!!! Até, você tem, tem que almoçar comigo, que temos que ver aquele negócio, senão nunca mais resolvemos aquele problema!



AA: Exactamente!



AD: Olhe, eu estou a ficar é sem bateria. Se entrentanto for abaixo, liga-me para o outro, que eu estou no outro!



AA: Exactamente! Então fica amrcado... Então eu amanhã, eu... a gente vai-se encontrar a quê? Meio-dia e meia hora, uma hora?



AD: É isso, uma hora!



AA: Ok amiguinho! Aqui, aqui nesta zona daqui. Eu falo, então. Está combinado.



AD: Está bem. Está combinado, então...

aj disse...

Conversa entre António Araújo e Pinto da Costa

16/4/2004
AA: Olhe, o... o intendente tem, que... portanto, tem a responsabilidade de... lá da vida dele de curso



PC: Serviço, sim.



AA: E... portnato, ficou amanhã, ele vem, vem almoçar comigo e depois então a gente encontra-se.



PC: Está bem. Está combinado.



AA: Está certo para o senhor?



PC: Está sim senhor.




Conversa entre António Araújo e Pinto da Costa



16/4/2004




AA: Ó senhor presidente! Dava para logo, dava... a pessoa, estive a falar com a pessoa novamente... ele ligou-me agora, e ele...



PC: Sim, sim...



AA: Já dava para logo à noite?



PC: A que horas?



AA: Portanto eu ás dez horas para, para as dez e meia. Eu estava lá, como ontem ficou combinado.



PC: O senhor liga-me antes que é para... para eu estar lá.



AA: Exactamente.



PC: Está combinado.






Conversa entre António Araújo e Augusto Duarte




16/4/2004






AD: Estou?



AA: Então, amiguinho?



AD: Estou a chegar...



AA: Portanto, você já está a chegar aqui na cidade, não é?



AD: Exactamente



AA: Pronto... E então, eu... daqui por um bocado já estou na, na cidade mesmo, tá bem?



AD: Está bem, está



AA: É o tempo de eu sair daqui e estar lá, não é?



AD: Está bem, está. Até já então.




Conversa entre António Araújo e Augusto Duarte




16/4/2004




AD: Sim...?



AA:...



AD: Estou?! Atrás da igreja!



AA: Pronto! Exactamente...!

aj disse...

27/10/2003 Boavista 0-1 FC Porto

Após o jogo, Pinto da Costa combina com o jornalista Tavares Teles uma notícia falsa sobre a possibilidade de Deco recusar jogar pela Seleção no Euro'2004 se fosse castigado no caso da bota atirada contra o árbitro Paulo Paraty. Pinto da Costa combina tudo com Deco. Antero Henrique dá os parabéns a Pinto da Costa pela genial chantagem.

PC: Estou?

TT: Sim, Jorge Nuno?

PC: Então?

TT: Então? Olha pá, eu... eu já escrevi aquela história... do...do Deco...opá, aquilo... o Manuel Tavares estava... a querer pôr aquilo... em grande destaque pá!

PC: Tem mais impacto aí do que...

TT: Pronto! Ouve lá, e...e...e... entretanto, o FC Porto vai jogar...e...e os gajos vão perguntar ao Deco! O Deco o que é que vai dizer?

PC: O Deco vai dizer que está a pensar!

TT: Que está a pensar, não é?

PC: É.

TT: Está... o gajo não é maluco o suficiente para dizer que não... que não é nada, que é tudo mentira?

PC: Não. Eu falo com o Antero e ele avisa.

TT: Fala... fala com ele a dizer que lhe vão perguntar.

PC: Ok.

TT: Está bom?

PC:Está bem.

TT: Pronto... um abração... tem aqui muitas coisas giras! Lê isto, amanhã, que tem aqui coisas muito giras

aj disse...

as vergonhas de gente sem MORAL e ETICA no desporto em portugal..

DECO E PC

Deco: Fala.

PC: Tou, Deco?

Deco: Sim.

PC: Estou, é o presidente. Tás bom Deco?

Deco: Ó presidente, então, tudo bem?

PC: Olha, estou-te a falar pelo seguinte... amanhã, como sabes, nós metemos o recurso do teu castigo, não é?

Deco: Sim, sim.

PC: Amanhã, vai sair naquele coiso do Pato...

PC: ... uma coisa a dizer... do género de: pode estourar uma bomba... ofendido com o que foi dito... aquele termo de indigno e o castigo...

PC: Então pode estourar uma bomba, que é possível que o Deco, desgostoso com a perseguição, dentro daquilo que tu disseste hoje

Deco: Sim, sim.

PC: Ofendido com a perseguição que lhe está a ser feita, se calhar, vai pedir dispensa de jogar na Seleção ou no Europeu... uma coisa assim, estás a perceber?

Deco: Hum, hum.

PC: Que é como forma de pressão para...

Deco: Hum, hum.

PC: Para o Conselho! Portanto, se amanhã alguém te perguntar se isso é verdade, se não é, ou que é que pensas, tu dizes: desculpe, sobre isto eu não falo nem uma palavra! Na altura própria, eu... eu direi o que tiver a dizer.

Deco: Claro, está bem.

PC: Compreendes?

Deco: Só que é assim... hoje... hoje, eu dei uma entrevista para a Bola... porque eu... tinha marcado já com o gajo e o Antero tinha falado comigo, por acaso... e então, se for o caso... fala com o Antero para poder então a entrevista não sair.

PC: Mas o que é que dizias na entrevista?

Deco: Não... disse o básico, o normal como... aquilo que eu já disse mas agora não se isso prejudica de alguma forma...

PC: Não, não prejudica, não! É só se te perguntarem... se te perguntarem alguma coisa: Isso é verdade não é? E o que é que há? Dizes "desculpe, sobre isso eu não digo nada, falarei na altura devida".

Deco: Tá bem, tá bem.

PC: Compreendes?

Deco: Tá bem.

PC: Falarei na altura devida... que é para eles ficarem a dizer assim: Epá, isto é uma bronca dos diabos, deixa lá reduzir isto.

Deco: Claro, claro.

PC: Agora nem dizes nem que sim nem que não nem que estás... nada! "Na altura própria, eu falarei"...

Deco: Está bem, está bem.

PC: Deco, um abraço. Até amanhã.

Deco: Está. Um abraço

aj disse...

As trafulhices dos javardos das antas que ficaram sem ser feita JUSTIÇA DESPORTIVA....

PC E ANTERO

PC: Sim?

Antero: Presidente, bom dia.

PC: Então?

Antero: Esta do Pato, do Deco... vou-lhe dizer uma coisa pá! Eu já sabia que o presidente era um génio, mas esta... foda-se!

PC: Como é que vem?

Antero: Vem espectacular pá!

PC: Como é que está?

Antero: Acho que é uma chantagem fantástica!

PC: Como é que está?

Antero: Por aquilo que o Pato sabe, pode rebentar, muito em breve, uma bomba dos diabos! Deco ofendido com os termos que a comissão disciplinar da Liga utilizou para qualificar o seu comportamento no já famoso caso da bota, entre outras coisas comportamento indigno e intimidatório consabidamente descabelado e indisciplinado com redobrado intento de desonrar, desprestigiar e fazer ver ao árbitro do que era capaz, parece estar na disposição de pedir escusa da Seleção Nacional, pelo menos enquanto a dita comissão disciplinar não se retratar daquilo que ele considera ser um atentado ao seu nome, pelo que Scolari pode ter de reduzir o número de jogadores que fazem parte da sua primeira Seleção de 28 para 27.

PC: Ahahahahahahah

Antero: Espectáculo pá !!

PC: E o que é que traz mais?

Antero: Espectacular presidente! Espectacular pá.

Antero: Está presidente. Olhe, um abraço, até logo.

PC: Ok.

aj disse...

MAIS NOJO DESTES BICHOS ...


24/1/2004



FC Porto-Estrela da Amadora, 2-0 (19.ª jornada)



Horas antes do início do jogo, o empresário de jogadores, António Araújo, pergunta a Pinto da Costa se pode mandar entregar fruta de dormir (prostitutas) para a equipa de arbitragem do jogo, liderada por Jacinto Paixão. O presidente do FC Porto concorda e diz que já foi mandada. Ambos combinam encontro no Estádio das Antas. António Araújo pede a Fernando Gomes, administrador do FC Porto, bilhetes para três "deusas".



Conversa entre Pinto da Costa e António Araújo



24/1/2004



PC: Estou?



AA: Estou, presidente?



PC: Sim senhor Araújo! Como está o meu amigo?



AA: Como está? Tudo bem? Ligaram para mim, a pedir-me... a pedir-me fruta para logo à noite. Posso... posso levar a fruta à vontade??



PC: Não é preciso que já está... já foi mandada!



AA: Não, não é isso! É para... é para... é para dormir!!!



PC: Mas quem pediu?



AA: O homem que vai ter consigo, de tarde



PC: Ahhhh! Mas sabe... o JP?



AA: Sim caralho! Ele ligou para mim a pedir-me... a pedir-me rebuçado, para logo à noite



PC: Ahhhh! Sim sim! Diga que sim senhor!



AA: E... mas eu já... já estou... já lhe disse a ele se ele queria... se ele queria café com leite, muito escuro ou claro e ele disse... que... eu disse-lhe a ele: "E qual é o teu número da habitação social?!... E ele disse: ! Ó pá, quando chegar quando chegar, eu digo-te, depois, direitinho!"



PC: OK OK



AA: Tá presidente? É que se não..., sempre para o mesmo é...



PC: Não não! Diga... como é que havemos... ?



AA: Não há problema eu trato de tudo! Só lhe estou... só estou a dar-lhe...



PC: OK OK OK



AA: A dar conhecimento ao presidente senão isso fica... é que eu... eu... é que estou sempre a dispor, a dispor, também não há necessidade!



PC: Não não não não não! Diga que há... uma coisa...



AA: Não, não é... é... é... é só... é só salada de fruta



PC: Está bem!



AA: Está presidente?



PC: OK



PC: Olhe, mas se o senhor puder passar no hotel, a gente falava pessoalmente



AA: Está bem



PC: Eu, agora, estou no "Dom Manoel". Vou almoçar ao "Dom Manoel"...



AA: Está

aj disse...

SO JAVARDICES QUE FORAM BRANQUEADAS PELOS AMIGOS DO fcp NIMGUEM INVIA ISTO PARA A UEFA WE FIFA ...

Futebol > Nacional > Arbitragem > A. Dourado



Escuta 5 - FC Porto - Estrela da Amadora, 2-0




24/1/2004



FC Porto-Estrela da Amadora, 2-0 (19.ª jornada)



Horas antes do início do jogo, o empresário de jogadores, António Araújo, pergunta a Pinto da Costa se pode mandar entregar fruta de dormir (prostitutas) para a equipa de arbitragem do jogo, liderada por Jacinto Paixão. O presidente do FC Porto concorda e diz que já foi mandada. Ambos combinam encontro no Estádio das Antas. António Araújo pede a Fernando Gomes, administrador do FC Porto, bilhetes para três "deusas".



Conversa entre Pinto da Costa e António Araújo



24/1/2004



PC: Estou?



AA: Estou, presidente?



PC: Sim senhor Araújo! Como está o meu amigo?



AA: Como está? Tudo bem? Ligaram para mim, a pedir-me... a pedir-me fruta para logo à noite. Posso... posso levar a fruta à vontade??



PC: Não é preciso que já está... já foi mandada!



AA: Não, não é isso! É para... é para... é para dormir!!!



PC: Mas quem pediu?



AA: O homem que vai ter consigo, de tarde



PC: Ahhhh! Mas sabe... o JP?



AA: Sim caralho! Ele ligou para mim a pedir-me... a pedir-me rebuçado, para logo à noite



PC: Ahhhh! Sim sim! Diga que sim senhor!



AA: E... mas eu já... já estou... já lhe disse a ele se ele queria... se ele queria café com leite, muito escuro ou claro e ele disse... que... eu disse-lhe a ele: "E qual é o teu número da habitação social?!... E ele disse: ! Ó pá, quando chegar quando chegar, eu digo-te, depois, direitinho!"



PC: OK OK



AA: Tá presidente? É que se não..., sempre para o mesmo é...



PC: Não não! Diga... como é que havemos... ?



AA: Não há problema eu trato de tudo! Só lhe estou... só estou a dar-lhe...



PC: OK OK OK



AA: A dar conhecimento ao presidente senão isso fica... é que eu... eu... é que estou sempre a dispor, a dispor, também não há necessidade!



PC: Não não não não não! Diga que há... uma coisa...



AA: Não, não é... é... é... é só... é só salada de fruta



PC: Está bem!



AA: Está presidente?



PC: OK



PC: Olhe, mas se o senhor puder passar no hotel, a gente falava pessoalmente



AA: Está bem



PC: Eu, agora, estou no "Dom Manoel". Vou almoçar ao "Dom Manoel"...



AA: Está



PC: ... É uma hora... lá para as quatro, se o senhor às quatro horas puder passar no hotel falávamos



AA: Olhe, eu vou-lhe... o... eu... eu só vou poder estar lá por volta das cinco! Eu vou-lhe dizer porquê!



AA: Sabe porquê presidente? Porque o João joga... hoje é um jogo... é o segundo contra o terceiro... o meu... o segundo contra o terceiro, é do nacional, eu também queria ver esse esse jogo!



PC: OK, às cinco horas!



AA: Mas não se... está tudo bem... está tudo bem só que... também de onde se tira, não se mete...



PC: Ó senhor Araújo, vamos fazer uma coisa... então eu às cinco e meia...



AA: Ó presidente, eu cinco horas... eu cinco horas, eu estou lá no hotel, está bem?



PC: Tá combinado. Tá um abraço



AA: Está, até logo





Conversa entre Pinto da Costa e António Araújo




24/1/2004




AA: Estou?



PC: Senhor Araújo! Como está o meu amigo? Olhe senhor Araújo, eu já estou nas Antas!



AA: Está bem senhor presidente



PC: Portanto o meu amigo quando chegar, por favor, sobe lá acima!



AA: Está bem senhor presidente



PC: Antas, estádio



AA: Exacto, OK senhor presidente



PC: Está! Até já, um abraço





Conversa entre Pinto da Costa e António Araújo

aj disse...

24/1/2004






PC: Estou, senhor Araújo?



AA: Estou... eu já estou a chegar senhor presidente



PC: Depois o senhor já não pode falar com ele



AA: Não não, eu já... eu já... já falei o que tinha a falar



PC: Não sei se falou tudo...!



AA: Ahhh, pronto! Está bem está bem



PC: Tá, até já



AA: Até já até já





Conversa entre Fernando Gomes e António Araújo




25/2/2004




AA: Estão aqui três deusas! Você não tem como arranjar esses três bilhetes, ó doutor?



FG: Ó Araújo! Eu só tenho hipótese de arranjar três bilhetes...



AA: Pagando, eu pago!!



FG: Ó pá... que é das tribunas de sócios, são 25 contos cada uma...



AA: Hiiii...!!!!



FG: Ó pá mas depois fazemos... é... é daquele assunto que falámos, não é?



AA: É, é...



FG: Ó pá depois quando meter a factura, a factura da, da, da... das outras despesas de, de... de restaurante, mete isso



AA: Está bem doutor.



FG: Percebe? É melhor assim



AA: Mas sabe porquê? Porque...



FG: Mas é melhor assim.



AA: Ãh??



FG: Mas faça assim: vá ao 14º andar...



AA: Hum...



FG: Ao 14º andar... fala com a Manuela Cunha



AA: Manuela Cunha... ???



FG: Manuela Cunha e eu dou-lhe a indicação que o... que o Araújo vai lá buscar isso às três horas ou às duas e meia



AA: OK, está bem.